Um grande industrial vianense dos anos oitocentos do século passado

Picture of Alfredo Faria Araújo
Alfredo Faria Araújo

Sebastião da Silva Neves nasceu em 1820. Era um dos mais ativos industriais do Minho. Começou pobre mas a sua inteligência e sorte transportou-o a grandes voos. Teve um dos mais importantes estabelecimentos de diligências, carruagens antigas para serviço público ordinário, de Portugal, possuindo mais de 400 óptimos cavalos, um grande número de empregados e muitas dezenas de carruagens de diversas denominações ou nomes e também carros de recovagem.

Os itinerários eram variados e longínquos para a época. Não só cruzavam todo o Minho como também chegavam à cidade do Porto, onde tinham uma sucursal e deambulavam por toda a Província de Trás-os-Montes ou pela Galiza , até ao Ferrol e Corunha.

Chegou a ser um grande capitalista e rico proprietário, legando boa fortuna.

Pela boa administração e energia que imprimia aos seus negócios era homem de grande estatura e um verdadeiro cavalheiro sendo, geralmente, pessoa de muita estima.

Uma das suas filhas foi casada com o primoroso poeta e elegante escritor e político doutor Abílio Guerra Junqueiro, que  foi secretário Geral do Governo Civil de Viana do Castelo e deputado na legislatura de 1883, possuindo uma rua nesta cidade com o seu nome.

Na Praça da Erva, bem próximo da sala de visitas de Viana, a Praça da República, e que ainda hoje conserva o nome, Sebastião das Neves alimentava os seus animais.

Faleceu a 27 de Fevereiro de 1879, nesta cidade.

 

Outras Opiniões

Os leitores são a força e a vida do nosso jornal Assine A Aurora do Lima

O contributo da A Aurora do Lima para a vida democrática e cívica da região reside na força da relação com os seus leitores.

Item adicionado ao carrinho.
0 itens - 0.00

Ainda não é assinante?

Ao tornar-se assinante está a fortalecer a imprensa regional, garantindo a sua
independência.